A Visa anunciou esta segunda-feira que estabeleceu um acordo definitivo para adquirir a também americana Plaid, uma empresa que facilita a ligação das contas bancárias dos utilizadores às apps de gestão financeira. A compra, cujo valor deverá rondar os 5,3 mil milhões de dólares, está prevista para acontecer entre os próximos três a seis meses.

As soluções da Plaid permitem que os consumidores partilhem as suas informações bancárias com milhares de apps e serviços, como o Acorns, Betterment, Chime, Transferwise e Venmo. Mas de que forma é que a empresa atua nesta área? Por exemplo, quando um utilizador configura uma conta Venmo é a Plaid que permite ao utilizador vincular a sua conta bancária à conta Venmo.

Autoridades alertam para técnica de roubo de dados bancários nos postos de carregamento públicos
Autoridades alertam para técnica de roubo de dados bancários nos postos de carregamento públicos
Ver artigo

Garantindo em comunicado que a Plaid tem sido líder no que toca a permitir estabelecer este tipo de serviço, a Visa refere que hoje em dia uma em cada quatro pessoas que tem uma conta bancária nos Estados Unidos usa o serviço para se ligar a mais de 2.600 developers da área financeira, em mais de 11.000 instituições financeiras.

Al Kelly, CEO e Presidente da Visa, garante que a empresa está "extremamente empolgada com a aquisição da Plaid” e pela forma como vai permitir melhorar a trajetória de crescimento dos negócios da sua empresa, nomeadamente por contar "com os melhores recursos e talentos no setor". Esta aquisição pretende conceder melhores soluções não só para os consumidores, mas também para os profissionais da área.

O objetivo da compra é beneficiar developers, instituições financeiras e consumidores, garante a Visa. A empresa explica agora que esta aquisição representa "uma entrada em novos negócios" internacionais e em melhorias de negócios já existentes. Por outro lado, este acordo irá permitir a oferta de "recursos de pagamento e serviços mais avançados aos developers na área financeira" e um trabalho mais de perto com as fintechs em todas as etapas do seu desenvolvimento.

Também o CEO e co-fundador da Plaid elogia o desempenho da Visa em comunicado, garantindo que a aquisição irá facilitar a promessa de missão a nível global da tecnológica. "Milhares de milhões de pessoas, empresas e instituições financeiras confiam na Visa como uma parte essencial do ecossistema financeiro e, juntas, a Visa e a Plaid podem apoiar o rápido crescimento dos serviços financeiros digitais", refere Zach Perret.

Visa e Mastercard afirmam que em 2020 os pagamentos online vão ficar mais fáceis
Visa e Mastercard afirmam que em 2020 os pagamentos online vão ficar mais fáceis
Ver artigo

No comunicado da Visa, o co-presidente da JPMorgan Chase, uma das instituições mundiais mais conhecidas na área dos serviços financeiros, refere que vê com bons olhos esta aquisição, que acredita ter benefícios para os consumidores, no que diz respeito a uma maior segurança e um maior controlo relativamente aos dados financeiros. "Estamos ansiosos por fazer uma parceria com a Visa, de forma a continuarmos a construir uma experiência agradável para os nossos clientes", explica Gordon Smith. Também a PayPal refere que esta compra vai ter benefícios para os consumidores e, consequentemente, para as suas ofertas.

A Plaid foi fundada em maio de 2014, na Califórnia, Estados Unidos, e tudo começou com quatro fundadores. Em cinco meses a plataforma, focada em "democratizar os serviços financeiros através da tecnologia", registou mais de meio milhão de utilizadores integrados.

A notícia surge depois de a Visa, juntamente com a Mastercard, ter anunciado em 2019 um esforço conjunto para tornar as compras online mais fáceis e reduzir aquilo que o setor designa por "abandono de carrinho de compras online". A nova funcionalidade, que deverá estar disponível este ano, quer reduzir a desistência de muitos consumidores na hora de finalizar o pagamento online, dadas as várias exigências na altura de concluir a compra.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.