O grupo de hackers LulzSec reclama que conseguiu contornar novamente a segurança de uma empresa da Sony. Desta vez a unidade atacada foi a BMG, da área da música, depois de ontem o alvo ter sido a Nintendo.

A declaração do grupo de hackers reclama ser esta a sexta vez que conseguem violar a segurança da Sony, entrando no site da BMG no Japão, Holanda e Bélgica, assim como na Sony Pictures. Um artigo no Attrition diz que nas últimas semanas a Sony foi alvo de 17 ataques.

A Sony ainda não confirmou a autenticidade da requisição do grupo, embora assegure que está a analisar o novo ataque.

O grupo afirma num post que estes novos ataques se deve à forma como a Sony tem vindo a gerir a crise da PlayStation Network, que justificam a continuação das actividades de hacking à empresa.

Como prova do ataque bem sucedido o LulzSec divulgou mapas da rede de um dos escritórios da BMG em Nova Iorque e também 54 MB de código fonte da empresa.

O grupo tem também atacado outras empresas e mesmo entidades ligadas ao FBI.

SAPO

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.