Apesar de não marcar presença na E3 deste ano, a Sony tem feito questão de se manter ativa no que toca à revelação de novidades sobre os seus produtos. Com a PlayStation 5 na calha, a empresa tem aproveitado para ir confirmando pequenos detalhes, desenhando, ainda que a passo lento, aquele que será o seu próximo sistema de jogo.

As mais recentes notícias chegam por parte da CNET, que falou recentemente com Jim Ryan, o CEO da Sony Interactive Entertainment. Segundo o próprio, a nova consola da tecnológica japonesa vai chegar ao mercado com um disco SSD em vez de um velho HDD, em todas as suas versões, suportando assim velocidades superiores de gravação e leitura de dados. Para além disso, o portal escreve ainda que a PS5 vai suportar gráficos 4K a uma taxa de atualização de imagem de 120Hz e que os ficheiros de gravação vão funcionar entre as consolas das várias gerações. Na prática, isto significa que um jogador poderá começar uma aventura na PS4, gravá-la, e continuar do ponto onde a deixou, na PS5 - e vice-versa.

Para além de tudo isto, Jim Ryan adiantou ainda que a marca tem planos para levar o seu sistema de streaming de jogos, o PlayStation Now, para um novo patamar.

Note que algumas destas funcionalidades foram desenhadas para facilitar a transição entre consolas, permitindo aos jogadores que não tenham de começar novos jogos no seu novo sistema. Tendo ainda em conta que existirá um sistema de retrocompatibilidade, podemos assumir que será possível transportar todo, ou quase todo o conteúdo da PS4 para a PS5, quase como se tratasse da cópia de ficheiros que fazemos quando mudamos de smartphone. De qualquer das formas, a estratégia tem um objetivo claro: derrubar obstáculos à transição da PS4 para a PS5.

"Com a retrocompatibilidade, a oportunidade de migrarmos uma comunidade inteira de um sistema para o outro é muito mais atrativa para jogadores, e para nós, do que alguma vez foi", disse Ryan, em conversa com o Financial Times.

A PS5 deverá chegar ao mercado no próximo ano, apesar de ainda não existirem datas marcadas para o seu anúncio oficial. No entanto, com base em comentários anteriores, sabe-se já que a consola vai suportar gráficos 8K e terá um CPU de oito cores, baseado num chip AMD Ryzen. A gráfica é uma AMD Radeon e haverá um chip dedicado para processar áudio em 3D. A tecnologia de ray tracing tornará a reprodução de luz natural muito mais real.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.