Em 2002 a NASA colocava no espaço os satélites GRACE que tinham como missão controlar o degelo das plataformas de gelo, os efeitos da seca e as alterações do nível dos oceanos. Os satélites foram desativados no ano passado e passarão a ser substituídos pelo par GRACE-FO, que vão ser lançados ontem, 22, pela SpaceX, ao serviço da NASA, na base da força aérea de Vandenberg, na Califórnia. Os novos GRACE serão colocados em órbitra por um foguetão Falcon 9, que inclui ainda na sua carga cinco satélites de comunicação mobile Iridium-NEXT.

A partida foi bem sucedida e está prestes a ser completado o resto da missão.

GRACE-FO
Os dois satélites GRACE-FO que vão ser lançados ao espaço no Falcon 9 da SpaceX.
A SpaceX explica que os satélites GRACE-FO foram libertados cerca de 12 minutos após descolagem, seguindo-se os restantes Iridium, uma hora depois.

Quando os satélites GRACE-FO começarem a operar em órbita do planeta, estes irão trabalhar em conjunto, a uma distância de 220 KM um do outro. Os cientistas anotam a passagem dos satélites pelas massas de água, registando as alterações na gravidade. Ao medir constantemente a distância entre as duas sondas, é possível criar um mapa da gravidade da Terra mensalmente. As alterações registadas no mapa permitem observar como a água está distribuída pelo planeta.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.