Carme Cabeza, professora primária de Badalona, foi vítima de um ataque informático que lhe custou 30 mil euros, quando nem sequer movia a sua conta-poupança através da internet, escreve o El Periódico.

A espanhola foi vítima de phishing, prática fraudulenta com a qual conseguiram aceder à sua conta a prazo no Santander sem que a titular tenha sequer teclado o seu código.

Carme contratou o serviço online do banco para a sua conta à ordem e realizou operações bancárias através da net depois de validar os códigos correspondentes. «Só eu tenho essas passwords e segui todas as recomendações para realizar as operações», explica.

A professora tinha uma conta a prazo que nem sequer estava ligada a esta conta online, e foi nesta conta que desapareceu a maior parte do dinheiro.

SOL

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.