O ‘site’ tem o objetivo de facilitar o trabalho da comunicação social, mas também a consulta por parte da população em geral, de fotografias, vídeos e informações oficiais nas três línguas, pode ler-se num comunicado das autoridades.

Na mesma nota indica-se que o Governo da Região Administrativa Especial de Macau “irá ainda realizar um conjunto de eventos” para celebrar o 70.º aniversário da implantação da República Popular da China, “os quais incluem a cerimónia do içar da bandeira, na Praça Flor de Lótus, e a receção oficial” promovida pelo Executivo e que está marcada para a Torre Macau.

As maiores comemorações estão agendadas para Pequim.

Na capital chinesa, mais de 100 mil cidadãos participam num desfile das cerimónias do aniversário, 60 mil vão assistir à festa noturna, no mesmo dia, enquanto 30 mil foram convidados para observar o desfile militar.

O desfile militar será maior que as edições dos 50.º e 60.º aniversários da fundação da República Popular da China, indicaram as autoridades chinesas no final de agosto, prometendo, contudo, rigor orçamental e que serão “evitadas extravagâncias”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.