As comparações são inevitáveis, até porque os objetivos são descaradamente idênticos: a possibilidade de criar pequenos vídeos, divertidos, que podem conter filtros, máscaras e música ou outros efeitos sonoros.

Mais precisamente, o Reels permite gravar - ou juntar e editar - vídeos com um máximo de 15 segundos, mediante o acesso a várias ferramentas de edição criativas.

São cinco as opções: áudio, que permite pesquisar uma música na biblioteca do Instagram e que também permite áudios próprios; velocidade, para acelerar ou reduzir a velocidade de uma parte do vídeo ou do áudio; efeitos, que permite aceder à galeria disponibilizada pelo Instagram; temporizador, para definir o tempo de gravação e fazer a contagem regressiva antes desta começar; e o alinhar, que se refere à possibilidade de alinhar objetos do vídeo anterior antes de gravar o próximo, para ajudar a criar as melhores transições em momentos como troca de looks ou a participação de mais amigos.

Pode partilhar o seu Reels logo que esteja pronto ou guardá-lo como rascunho, alterando a imagem de capa, adicionando uma legenda e hashtags, ou marcando os seus amigos.

Os vídeos finais do Reels são mantidos num separador no seu perfil, que ficarão visíveis para os seus seguidores, caso tenha uma conta privada, ou para a comunidade de utilizadores do Instagram, no geral, caso a conta seja pública. É também nesse separador que ficam guardados os rascunhos.

Tendo uma conta pública ou privada, pode partilhar um vídeo Reels nas stories, com os amigos chegados ou por mensagem direta. Neste caso, um Reels será igual a uma História normal: não será partilhada no Reels no Explorar, não será exibida no seu perfil e desaparecerá após 24 horas.

O novo Reels é um recurso integrado no Instagram e pode ser usado em Portugal desde esta quarta-feira.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.