A história começou há dois anos, quando a Ikea enviou designers para a Mars Desert Research Station (MDRS), um habitat no deserto do Utah, Estados Unidos, que simula as condições oferecidas pelo planeta vermelho. Christina Levenborn fazia parte dessa equipa que tinha por missão criar uma linha de decoração para espaços de pequena dimensão, inspirada pela estadia.

A experiência acabou mais recentemente por culminar na apresentação de uma proposta de decoração mais adaptada e acolhedora para estes espaços exíguos e até agora austeros, destinados a alojar investigadores e astronautas análogos que levam a cabo diferentes experiências em Terra, tentando antecipar os desafios que uma futura estadia em Marte poderá representar.

Isto por agora, porque muito provavelmente os móveis agora concebidos e as soluções encontradas poderão muito bem seguir nas viagens espaciais e vir a decorar os futuros habitáculos extraterrestres.

De momento, as instalações marcianas em Terra incluem vários elementos, desde uma estufa a um observatório solar, com um habitáculo pelo meio, alojando grupos de até seis pessoas por períodos de tempo que podem ir de uma semana a três meses.

Neste habitáculo, composto por um cilindro abobadado de oito metros de altura, com dois pisos, que inclui um laboratório, uma oficina, uma cozinha e seis pequenos quartos, há tudo o que é necessário para que os investigadores realizem seu trabalho, mas de acordo com a responsável pelo projeto, citada pela publicação Dezeen.com, faltavam elementos que assegurassem um pouco mais de conforto, promovendo a privacidade e também a socialização.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.