A Alphabet, empresa mãe da Google, anunciou que vai construir três novos cabos submarinos e adicionar cinco novas regiões para aumentar e melhorar o seu serviço de armazenamento na cloud.

O cabo Curie (em homenagem à cientista, Marie Curie) ligará Los Angeles ao Chile e vai permitir ajudar os clientes da Google em toda a América Latina.É também anunciado como o primeiro no mundo de propriedade exclusivamente privada, com uma extensão de quase 10 mil quilómetros.

A empresa explica que escolheu instalar o Curie na América Latina, pois, apesar da região ter uma boa taxa de penetração de internet, as ligações de dados internacionais não são satisfatórias.

A Google vai ainda desenvolver, em conjunto com o Facebook, o cabo Havfrue (sereia, em dinamarquês) que unirá os Estados Unidos com a Dinamarca e a Irlanda.

O terceiro cabo submarino, o Hong Kong-Guam Cable System (HK-G), será construído no oceano Pacífico de forma a potenciar a região da Austrália.

O gigante tecnológico vai, ainda, ligar cinco novos centros regionais em 2018: Montreal (Canadá) e Holanda, que abrirão ainda durante o primeiro trimestre deste ano, e Los Angeles (EUA), Finlândia e Hong Kong.

A empresa investiu um total de 30 mil milhões de dólares nestas infraestruturas nos últimos três anos, de forma a melhorar a rede que, segundo o seu vice-presidente, Ben Treynor Sloss, “é a maior do mundo e fornece 25% do tráfego mundial de internet”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.