Durante o primeiro dia da Gamescom 2019, a Nintendo deu a conhecer ao mundo as suas apostas no que respeita a títulos independentes para a Switch, na apresentação Indie World. Os primeiros a chegar à consola são SUPERHOT e Hotline Miami Collection que já podem adquiridos na Nintendo eShop.

SUPERHOT consegue misturar a cautela de um jogo de estratégia, em que cada movimento é calculado ao mais ínfimo pormenor, com o descontrolo quase caótico de um First-Person Shooter, ao mesmo tempo que mantém um aspeto elegante. No título desenvolvido pela SUPERHOT Team, o tempo só avança quando o jogador se move e, à mercê de um furacão de balas em camara lenta, terá de atirar, cortar e manobrar o seu caminho até eliminar os seus adversários.

Para os fãs de enredos que misturam terror e mistério com elementos surreais, da Hotline Miami Collection fazem parte os dois jogos da série realizada pela Dennaton Games e pela Devolver Digital. Por entre cenários inspirados pela década de 80, com muito néon à mistura, o título de ação conta com tiroteios, assim como lutas corpo-a-corpo.

Para o verão de 2019, os fãs dos títulos independentes na consola da fabricante nipónica podem esperar Risk of Rain 2 e Torchlight II, previsto para 3 de setembro. Por um lado, na sequela do clássico criado pela Hoppo Games os jogadores vão poder combater monstros, desbloquear itens e tentar escapar do planeta, quer a solo, quer em modo multiplayer para horas de ação roguelike. Por outro, Torchlight II, um RPG da Panic Button/ Runic Games, promete muita aventura, criaturas sanguinárias, segredos sinistros e, surpreendentemente, um unicórnio de estimação cor-de-rosa exclusivo.

Mas isto não é tudo o que a Nintendo tem para oferecer neste ano. Em EarthNight, um jogo de plataforma 2D da Cleaversoft, os humanos foram obrigados a viver em órbita acima da Terra, após uma infestação de dragões. O destino no planeta está então nas mãos de uma combinação improvável de forças: Sydney, um aluno de 14 anos, e Stanley, um fotógrafo freelancer.

Inspirados nas mais sombrias e estranhas tradições europeias, Blasphemous, um jogo de plataforma de ação da The Game Kitchen, com gráficos 2D e um aspeto que faz lembrar uma mistura entre Dark Souls e Castlevania, tem data marcada para 26 de setembro.

Vencedor de vários prémios, Ori and the Blind Forest Definitive Edition transporta o jogador para Nibel, uma floresta misteriosa, onde Ori, um corajoso jovem orfão terá de enfrentar o seu nemesis. O jogo de plataforma desenvolvido pela Moon Studios chega à Nintendo eShop a 27 de setembro.

Em outubro é a vez de Freedom Finger chegar à consola da Nintendo. Transformado num cartoon de imponente dedo, o jogador terá disparar, esmurrar e explodir por 37 níveis repletos de ação. Com uma forte componente musical, o título conta também com as vozes de Nolan North, John DiMaggio, Eric Bauza e Sam Riegel. Em The Touryst, uma criação da Shin’en, promete trazer em novembro aventuras estivais por paisagens paradisíacas e monumentos antigos.

De entre os lançamentos da Nintendo previstos para o ano de 2020, Eastward e Skater XL são dois dos títulos independentes em lista de espera. O primeiro, desenvolvido pela Pixpil,  combina elementos de aventura com RPG num mundo pós-apocalíptico à beira do colapso. Num género diferente, o segundo transporta os diferentes aspetos que compõem a cultura do skate para o mundo da Nintendo Switch. Criado por uma equipa de skaters, o jogo promete formas inéditas de controlo, sem os limites das animações pré-criadas.

Apesar de o vídeo da apresentação já não estar disponível na Internet, os mais curiosos podem encontrar ainda mais informações sobre a biblioteca de títulos independentes para a Nintendo Switch no Indie World Hub.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.