A maior parte da Tiangong-1 desintegrou-se durante a reentrada devido ao alto calor gerado pelo atrito com a atmosfera durante a queda, acrescentou o gabinete, citado pela a agência noticiosa oficial chinesa Xinhua.

De acordo com o CMSEO, a Tiangong-1 reentrou na atmosfera por volta das 08:15 (01:15 em Lisboa).

Os cálculos sobre a zona e o tempo da reentrada variaram muito nas últimas horas por a Tiangong-1 se encontrar fora de controlo, indicou.

A estação foi lançada a 29 de setembro de 2011 e completou a sua missão em março de 2016.

As naves espaciais Shenzhou-8, Shenzhou-9 e Shenzhou-10 estavam atracadas à estação, que realizou uma série de tarefas, com significativos contributos para o programa espacial chinês, afirmou a Xinhua.