Esta aplicação serve para o ajudar a prevenir pedras nos rins

A ferramenta chama-se ROKS e foi desenvolvida por uma clínica norte-americana.
Esta aplicação serve para o ajudar a prevenir pedras nos rins

Um grupo de investigadores da Mayo Clinic criou uma ferramenta que pode ajudar os utilizadores a preverem a recorrência de pedras nos rins. A calculadora considera uma larga variedade de fatores sobre o estilo de vida da pessoa em análise e coloca-os na balança juntamente com o seu histórico clínico.

O produto chama-se Recurrence of Kidney Stones (ROKS) e foi inicialmente desenvolvido em 2014, mas as suas funcionalidades expandiram-se muito ao longo dos últimos cinco anos. Numa primeira fase, o programa era apenas capaz de prever o aparecimento de pedras nos rins depois de um primeiro episódio, mas, agora, consegue calcular se o problema pode ser uma constante para um dado paciente, mesmo que este nunca tenha sofrido com ele.

A ferramenta foi alimentada com dados médicos pertencentes a mais de 3 mil pacientes que foram tratados na Mayo Clinic. As pedras nos rins eram um problema frequente para todos eles, e foi com base nestes casos que a clínica conseguiu identificar factores de risco. De acordo com a empresa, o problema tem maior taxa de ocorrência em pessoas mais novas, do sexo masculino, pesadas e grávidas.

Apesar de útil e prático, o programa está ainda a ser alvo de melhoramentos, com vista a aumentar a sua pontuação no índice de precisão. Atualmente, o ROKS tem uma pontuação de 0,681, sendo que 1.0 é considerada a pontuação indicativa de um sistema com capacidades perfeitas de previsão. A fasquia dos 0,7 é o limite mínimo para um programa ser considerado bom neste campo, pelo que o resultado não deve ser tido como vinculativo.

Para experimentar o ROKS, pode seguir este link, ou descarregar a respetiva app, que se encontra disponível para iOS e Android.

Veja também

Comentários

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos ao seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.