O jornal do partido comunista chinês acusou a Google de estar a ser usada como instrumento político para atacar a China.

De acordo com o SOL citando o jornal chinês, as acusações que a empresa faz às autoridades chinesas sempre que os seus serviços são atacados não passam de difamação e são feitas com más intenções.

«A Google não deve envolver-se na luta política», lê-se no artigo, que adverte para as consequências que tal pode ter na sua posição no mercado, sem adiantar quais serão essas consequências.

Esta advertência de um meio de comunicação do partido do regime surge uma semana depois de a Google ter denunciado mais um ciberataque com origem na China, desta vez às contas de Gmail de funcionários do governo e de militares do EUA e de dissidentes chineses.

As autoridades chinesas negaram qualquer responsabilidade no ataque, mas da parte da administração Obama o caso foi levado a sério, estando a ser investigado pelo FBI.

SOL

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.