Auroras, nuvens de pó espacial, luas e tempestades voltam a reunir-se para montar mais uma montra com as melhores paisagens espaciais do último mês. Em julho, a NASA destacou mais um conjunto de imagens espetaculares e a de dia 5 é um bom exemplo disso. Numa imagem composta com a sobreposição de vários frames, Petr Horálek e o Observatório Europeu do Sul conseguiram registar o trilho que o sol percorreu antes e depois do eclipse total que o tapou durante breves instantes.

No dia 14, uma aurora boreal, com um formato pouco comum, que fez lembrar quem a nomeou de uma águia. Esta formação foi registada em 2012, mas só agora destacada pela iniciativa Astronomic Picture of the Day. A aurora foi fotografada na Noruega. O autor explica que a formação ocorreu uma vez que parte da nuvem de iões, protões e eletrões que a forma alcançou a magnetoesfera, tornando-se visível a altas altitudes.

Julho foi também o mês em que se celebraram os primeiros 50 anos da missão Apollo 11. A APOD fez questão de assinalar o dia com alguns vídeos comemorativos, onde é recuperada a alunagem do módulo espacial responsável por ter levado o primeiro Homem à lua.

A restante galeria que aqui reunimos é uma prova de que estes cenários não acontecem apenas uma vez por mês. Consulte as imagens e veja os fenómenos espaciais que marcaram o mês de julho.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.