36 pessoas estão desaparecidas após o naufrágio de um barco de passageiros e carga no rio Congo, nos arredores da capital da República Democrática do Congo, Kinshasa, informou a polícia, este domingo (15.09).

O resultado do naufrágio de um "barco baleeiro" no rio Congo é de 36 desaparecidos e 76 sobreviventes, escreveu a polícia congolesa na rede social Twitter.

O acidente ocorreu na noite de sábado para domingo e as causas ainda estão por apurar, disse à agência francesa AFP o porta-voz da polícia, Pierrot-Rombaut Mwanamputu.

O barco tinha partido da província de Mai-Ndombe, no nordeste da RDC e seguia para Kinshasa, quando naufragou perto da comuna de Maluku, a cerca de 100 quilómetros do centro da capital, num local onde a corrente do rio é forte.

Estes acidentes são frequentes na RDC, devido ao estado degradado das embarcações e à sobrecarga.

Em agosto, pelo menos 15 pessoas morreram num naufrágio em Bukavu, no Lago Kivu (leste). No final de maio, um outro naufrágio matou pelo menos 32 pessoas no Lago Mai-Ndombe.

Em meados de abril, o naufrágio de uma embarcação entre Goma e Kalehe, no Lago Kivu deixou "142 famílias" de luto, segundo o Presidente Félix Tshisekedi, sem que o número exato de vítimas fosse conhecido.

por:content_author: Agência Lusa, AFP

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.