A estrutura ruiu quando um veículo pesado a atravessava no final da tarde de terça-feira, referiu o director provincial de Obras Públicas de Cabo Delgado, Venâncio Taimo, citado pela Rádio Moçambique.

A ponte principal já tinha caído em Dezembro com a subida das águas e devido á falta de manutenção, que permitiu que a erosão debilitasse a estrutura ao longo das décadas, concluiu uma comissão de inquérito.

A ponte metálica tinha sido uma solução temporária instalada no final de fevereiro, limitada a cargas de 10 toneladas.

Venâncio Taimo acredita que a travessia temporária possa ser reposta nos próximos dias, recorrendo a outra estrutura metálica.

A entrada nacional 380 é a principal via para movimentação de pessoas e mercadorias entre o interior da província e o resto do país, e obrigará a improvisar outras formas de atravessar o rio - cujo caudal tem vindo a baixar com o acalmar da época chuvosa.

A falta de vias de comunicação agrava uma situação de isolamento e violência, a cerca de 2.000 quilómetros da capital, Maputo.

A província de Cabo Delgado tem sido alvo de ataques de grupos armados que organizações internacionais classificam como uma ameaça terrorista e que em dois anos e meio já fizeram, pelo menos, 350 mortos além de 156.400 pessoas afectadas com perda de bens ou obrigadas a abandonar casa e terras em busca de locais seguros.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.