No futuro, um cinto de segurança pode ajudar ainda mais a proteger as pessoas num acidente de automóvel, principalmente as crianças.

A Ford apresentou esta semana, em Lisboa, um novo cinto para os bancos de trás de carros de passageiros com airbag. O sistema funciona como um airbag convencional, mas apenas quando o cinto está colocado – é pelo fecho do cinto que passa o gás que enche o ‘balão’ de protecção.

Segundo Thomas Lukaszewicz, engenheiro de sistemas de segurança da marca norte-americana, este cinto «é cinco vezes mais eficiente do que os cintos normais». Actua essencialmente na cabeça, pescoço e peito e, apesar de servir para qualquer passageiro, foi pensado para os mais frágeis, como crianças e idosos.

Por outro lado, a Ford espera com este sistema combater a falta de uso de cintos de segurança no banco traseiro, um problema grave em quase todos os países – veja-se o caso recente do acidente com o actor e cantor português Angélico Vieira, que morreu na terça-feira.

Segundo Lukaszewicz, o novo cinto «é mais confortável do que os convencionais, o que poderá incentivar o seu uso».

Nos Estados Unidos, já está disponível num modelo da marca para aquele país, o Explorer, e deverá chegar a Portugal e à Europa a partir de 2012 nos novos modelos que serão lançados, principalmente os de vocação mais familiar (Mondeo, S-Max ou Galaxy).

SOL

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.