Um comunicado da Electricidade de Moçambique (EDM) recebido pela AIM, informa que depois do incidente foram comunicadas as autoridades policiais e da ARA SUL, para tomarem as providências julgadas necessárias.

Neste momento, segundo a nota, não há envio de informação caso se verifique qualquer actuação nos equipamentos de controlo e de protecção.

Contudo, a EDM “está envidar esforços no sentido de repor o sistema comunicações, o mais breve possível”.

A EDM registou, no ano passado só na província de Manica, centro de Moçambique, um prejuízo calculado em 5.3 milhões de meticais na sequência de roubo e vandalização de material elétrico.

Durante o mesmo período, neste mesmo distrito, foram derrubados 14 Postes de Transformação para extração de óleo, cabos elétricos e cantoneiras para venda e fabrico de panelas.

Os malfeitores, para além de cabos elétricos de cobre, roubam também cantoneiras, roldanas, máquinas eléctricas de soldar, parafusos e vandalizaram postos de transformação, vulgo PT, para retirar o seu óleo.