Pausa para respirar

Há seis meses que Addis Abeba tem um Dia Sem Carros - uma pausa para respirar fundo numa cidade de 4 milhões de habitantes, onde há filas de carros constantemente. Em muitas zonas, os carros podem continuar a circular, mas noutras o trânsito é proibido. Só esta iniciativa não chega para resolver o problema da poluição na cidade. Mas este é certamente um bom ponto de partida. - DW/M. Gerth-Niculescu

Um pezinho de futebol

O Dia Sem Carros é um bom dia para fazer exercício. O futebol é o desporto mais popular no país, e deu para vir isso no último Dia Sem Carros, no domingo (12.05). Os adeptos seguem com atenção os jogos da Liga inglesa, mas não perdem o campeonato local. - DW/M. Gerth-Niculescu

Treinar cedo e cedo erguer…

Muitos acordaram ao raiar do dia para poderem treinar a ouvir música na praça Meskel, no centro de Addis Abeba. Aqui, muitas pessoas estão habituadas a fazer exercício - algumas chegam a levantar-se às quatro da manhã ao fim de semana para ir correr. - DW/M. Gerth-Niculescu

Sem carros, sem "smog"

A praça Meskel é um centro nevrálgico da cidade. Num dia de semana normal, estas ruas costumam estar cheias de carros. O "smog" faz parte da paisagem da cidade. Addis Abeba é a quarta cidade mais poluída de África. Há poucos espaços verdes e poucas infraestruturas para ciclistas. O primeiro-ministro Abiy Ahmed quer agora reconstruir áreas ribeirinhas e criar zonas de lazer e ciclovias. - DW/M. Gerth-Niculescu

Bom para a saúde

O município deu recentemente 600 bicicletas aos seus funcionários. Abraham é um voluntário do Gabinete de Gestão de Programas de Transporte e tem promovido o uso das bicicletas no país. "A tendência é para mais transportes motorizados", lamenta. Mas Abraham diz que vê cada vez mais pessoas a aderirem ao Dia Sem Carros e acredita que, se houver mais iniciativas do género, será possível uma mudança. - DW/M. Gerth-Niculescu

O paraíso dos "skaters"

Addis Abeba tem cada vez mais "skaters". A Ethiopia Skate tem promovido este desporto urbano junto de crianças desfavorecidas, oferecendo-lhes "skates" e treinos. "Nos Dias Sem Carro, saímos com os miúdos, damos-lhes 'skates' e ensinamo-los a andar com eles", diz Micky, da organização não-governamental. "Está a tornar-se mais fácil, porque as pessoas começam a perceber o desporto e a cultura." - DW/M. Gerth-Niculescu

Dançar nas ruas

Para a "Destino Dance", dançar nas ruas tornou-se um hábito. A companhia tem levado a dança a pessoas com deficiência e crianças desfavorecidas. Os fundadores Junaid e Addisu são dançarinos profissionais. Começaram a dançar nas ruas de Addis Abeba. Agora, criaram uma fusão entre dança contemporânea e danças tradicionais etíopes. - DW/M. Gerth-Niculescu

De elétrico por Addis Abeba

Addis Abeba é a única capital africana com uma linha de elétrico. No entanto, a eficiência desta linha tem sido bastante criticada. Foi construída e financiada pela China e custou o equivalente a 445 milhões de euros. O elétrico poderia ser uma alternativa aos carros, mas só uma linha não chega para se conseguir uma diminuição substancial dos níveis de poluição do ar. - DW/M. Gerth-Niculescu

A alternativa

Muitos cidadãos etíopes não têm dinheiro para comprar um carro - sobretudo por causa dos altos impostos de importação e sobre a propriedade (ao todo, 300%). Os cidadãos têm protestado contra o Governo por causa dos preços proibitivos. Assim, os "chapas" são um meio de transporte bastante comum em Addis Abeba - há milhares a circular de um lado para o outro nas ruas da cidade, todos os dias. - DW/M. Gerth-Niculescu

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.