Em relação à Amazônia Legal, os números do Imazom, Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia, mostram que entre Agosto de 2018 e Março de 2019, período que compreende o ciclo do desmatamento, a região perdeu 1.974 quilómetros quadrados de florestas, um aumento de 24% em comparação com o mesmo período anterior.

O Governo Federal ressalta que 66% do território brasileiro são dedicados à protecção e à preservação da vegetação nativa.

Outro bioma importante, a Mata Atlântica que abrange a costa leste, sudeste e sul do Brasil tem hoje apenas 10% de sua vegetação original preservada. Os outros 90% são potenciais para exploração económica, de acordo com a Fundação SOS Mata Atlântica. Ela abrange 17 estados.

Um dos líderes do movimento, o ambientalista Mário Mantovani, recorda que a desflorestação “impacta diretamente na saúde de todos. Ter a floresta é muito importante para o bem estar de todos”.

Para mudar a situação, o ambientalista Mário Mantovani vê como “necessário, primeiramente, a criação de políticas públicas, valorizar a questão das florestas, incentivar essa prática”.

Áudio disponível em www.voaportugues.com

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.