“O fornecimento de alimentos suplementares é uma das principais estratégias que estamos a utilizar para promover a sobrevivência e a recuperação de espécies ameaçadas, como o canguru”, disse Matt Kean, secretário do Meio Ambiente do Estado de Nova Gales do Sul, em comunicado.

Na última semana, o governo de Nova Gales do Sul começou a usar helicópteros para lançar mais de duas toneladas de cenouras e batatas-doces em diferentes pontos em que habita o Wallaby, uma espécie de marsupial endémica do sudeste da Austrália.

“As avaliações iniciais indicam que o habitat de várias populações importantes de cangurus foi destruído pelos incêndios florestais recentes. Os cangurus costumam sobreviver a incêndios, mas permanecem abandonados e com pouco alimento natural, já que o fogo destrói a vegetação”, explicou Kean.

Além disso, o governo de Nova Gales do Sul está a instalar câmeras para observar o consumo destes alimentos pelos animais.

Desde que começaram, no passado mês de setembro, os incêndios na Austrália devastaram uma área de mais de oito milhões de hectares, o equivalente à área da Irlanda, provocaram a morte a 27 pessoas e estima-se que tenham matado até mil milhões de animais selvagens.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.