Guterres disse aos jornalistas, em frente à mesquita Al Noor, em Christchurch, que não tinha palavras capazes de aliviar a tristeza e a dor.

O líder das Nações Unidas explicou que queria vir pessoalmente a estes locais para expressar o seu amor, apoio e admiração.

Guterres passou cerca de 30 minutos dentro da mesquita a conversar com líderes muçulmanos e sobreviventes dos ataques.

Depois, viajou para a mesquita de Linwood, onde depositou uma coroa de flores e voltou a encontrar-se com sobreviventes.

O secretário-geral da ONU está a visitar vários países do Pacífico Sul, principalmente para promover a discussão sobre os problemas das alterações climáticas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.