Já faltam poucos dias para um dos concursos mais aguardados em Portugal, o campeonato internacional de kizomba, do congresso de danças africanas, AfricAdançar. O concurso junta amantes da dança em Lisboa e dele saem os três melhores pares kizombeiros.

A kizomba está cada vez mais na moda além fronteiras. Já não é só Moçambique, Angola ouCabo Verde que se podem gabar desta arte. A prova desta afirmação está na realização da 4ª edição do campeonato de kizomba, que vai reunir num auditório cerca de 20 pares, oriundos de vários cantos do mundo: Portugal, Reino Unido, Dinamarca, Espanha, França, Grécia, Angola e Moçambique.

Os pequenos Pedro (11) e Beatriz (9) representam essa moda que não olha à cor, à origem, nem tão pouco à idade. São de Coimbra e chegaram à semi-final com estilo e "passadas" de gente grande.

Em Angola não seria o espanto, mas em Portugal e fora de Lisboa estes dois dançarinos mirins fizeram furor. São de poucas palavras como todas as crianças, mas em palco a postura de adultos e o jeito profissional de quem veio para ganhar já faz deles campeões.

"A kizomba já não pode dizer que é daqui ou dali", afirmavam alguns professores, membros do júri, que participaram na edição de 2010, e com alguma razão, porque ela está a ser dançada por gente que lhe dá outra alma.

Pensar-se que no Japão a adesão às aulas de kizomba já uma realidade parece mentira, mas não é.
Do oriente ao ocidente toda a gente quer saber dar passadas. Para Petchú, do grupo angolano  Kilandukilu, ter estrangeiros nas suas aulas é uma mais-valia.
 
Moçambique vai ser representado por um par concorrente, Angola vai contar com três pares e Cabo Verde fica mais uma vez de fora.

Nestes concursos vêem-se poucos africanos. Por norma são ex-alunos de danças de salão que largaram a salsa ou o cha cha cha e optaram pelo ritmo quente da kizomba, como fizeram o Pedro e a Beatriz, que já dançavam salsa na Escola Afroswing ensinados pelos professores Caio Silva e Óscar Coimbra.

O par sensação desta edição garante que se ganhar o concurso vai levar toda a gente (família e professores) a São Tomé e Príncipe.

A final do concurso realiza-se a 10 de Abril no auditório da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa.

Veja as fotos da semi-final

+ AfricAdançar 2010

@Mayra Prata Fernandes
Fotos: Eliana Silva

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.