Os campos agrícolas estendem-se numa área total de 44 hectares onde os membros do grupo produzem couve, repolho, tomate, alface e cebola e alho. Dos produtos colhidos, os membros alimentam as suas famílias e o excedente é vendido para cobrir as despesas de casa.

“Antes, o processo era bastante trabalhoso porque os meios usados não eram sofisticados” disse Alice Moiane, líder da associação.

Como forma de ultrapassar o problema e melhorar os níveis de produção, a ActionAid Moçambique e o NADEC apoiaram com um sistema de irrigação composto por um painel solar, uma bomba de água e um tanque para armazenamento de água que distribuía pelos campos.

Por outro lado, tendo em consideração que o país está a ser assolado pela COVID-19, a ActionAid e o NADEC estão a intensificar medidas para que a pandemia não se alastre, tendo distribuído cestas básicas alimentares à mais de 1000 famílias, doptando instituições públicas e centros de maior aglomeração de pessoas, com instrumentos como pulverizadores, baldes e cloro.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.