Um escritor francês vem sendo criticado por ter declarado que seria “incapaz” de amar uma mulher que tivesse 50 anos ou mais de idade.

Yann Moix – que tem 50 anos – afirmou à revista Marie Claire que achava que as mulheres nesta faixa etária eram “velhas demais”.

“Eu prefiro o corpo de uma mulher mais jovem, é isso. Ponto. O corpo de uma mulher de 25 anos é extraordinário. O corpo de uma mulher de 50 anos não é de forma alguma extraordinário”, disse.

Os comentários desencadearam uma onda de repercussões negativas nas redes sociais.

Marina Foïs, uma comediante francesa, brincou no Twitter que, por estar prestes a completar 49 anos, só teria “um ano e 14 dias” para dormir com o escritor.

Um usuário da rede social zombou da situação afirmando que as mulheres com mais de 50 anos provavelmente estavam “suspirando de alívio” diante das declarações do autor.

Outro ironizou: “Será que as mulheres com mais de 50 também podem virar invisíveis pra você, por favor?”

Em outras redes sociais, mulheres mais velhas postaram imagens exibindo o corpo como forma de protesto.

A jornalista Colombe Schneck publicou (e posteriormente deletou) uma foto de seu bumbum com a legenda: ”
Voilà
, as nádegas de uma mulher de 52 anos… que imbecil você é, não sabe o que está perdendo…”

Outros compartilharam imagens de celebridades de Hollywood com idade próxima de 50 anos, como as atrizes Halle Berry e Jennifer Aniston, para refutar os comentários.

Jennifer Anniston
A atriz Jennifer Aniston tem 49 anos créditos: Getty Images

Anne Roumanoff, outra comediante francesa, criticou Moix na rádio Europe 1 ressaltando que romance não se tratava “apenas da firmeza das nádegas”, mas de uma conexão entre duas pessoas.

“Espero que um dia ele saiba o que é essa felicidade”, ela acrescentou.

Histórico de controvérsias

Moix é apresentador, diretor e escritor premiado conhecido pelos comentários polêmicos e controversos.

A entrevista dele à Marie Claire gerou críticas não apenas pelas declarações a respeito das mulheres mais velhas, mas também por uma observação sobre suas preferências por mulheres asiáticas – mais especificamente, “coreanas, chinesas e japonesas”, como ressaltou.

“É provavelmente triste e reducionista para as mulheres com quem eu saio, mas o biotipo asiático é suficientemente rico, variado e infindável para que eu não me sinta constrangido.”

Respondendo à enxurrada de críticas, ele disse à rádio RTL que não era “responsável” por suas preferências quando o assunto era mulher.

“Eu gosto de quem gosto e não preciso dar satisfação ao ‘tribunal das preferências'”, ele afirmou, antes de brincar que provavelmente não era o melhor partido do mundo.

“As mulheres de 50 anos também não olham para mim”, disse à emissora. “Elas têm coisa melhor pra fazer do que andar com um neurótico que passa o dia inteiro escrevendo e lendo. Não é fácil ficar comigo.”


Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube
? Inscreva-se no nosso canal!

https://www.youtube.com/watch?v=3Hdun3zKJxY

https://www.youtube.com/watch?v=m6yRLSqabpI

https://www.youtube.com/watch?v=T_yTm_M_qPs

Os textos do parceiro BBC News estão escritos total ou parcialmente em português do Brasil.