A Rússia perdoou 95% da dívida moçambicana anunciou Filipe Nyusi no encontro que teve na quinta-feira (21/08) no fórum de negócios Moçambique-Rússia que reuniu 46 empresários moçambicanos e cerca de 450 russos, convidados a incrementarem os negócios entre os dois países.

As trocas comerciais bilaterais não ultrapassam neste momento os 115 milhões de dólares, o que o Presidente Vladimir Putin chamou de “situação modesta” ao receber esta quinta-feira (22/08) Filipe Nyusi no Kremlin, mas os cinco acordos e memorandos assinados pelas respectivas comitivas, indicam que as partes tem intensões sérias.

O acordo fulcral assinado durante esta visita, foi entre a Empresa Nacional de Hidrocarbonetos de Moçambique e a maior petrolífera russa, Rosneft, que admite a empresa russa nas explorações de jazidas de gás natural em solo moçambicano, designadamente na Bacia do Rovuma, na província nortenha de Cabo Delgado.

Foram também rubricados memorandos de entendimento sobre a cooperação nas áreas de energia eléctrica, geologia e exploração de recursos naturais.

Moscovo e Maputo irão também cooperar em assuntos do interior e na proteção recíproca de informações secretas.


Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.