Na comparação com fevereiro, o volume de vendas a retalho manteve-se estável na zona euro e avançou 0,3% na UE.

De acordo com o gabinete estatístico europeu, as maiores subidas homólogas das vendas a retalho registaram-se na Irlanda (10,8%), na Roménia (9,3%), na Croácia e Luxemburgo (8,6% cada).

A Eslováquia (-2,0%), a Áustria (-1,0%) e a Bélgica (-0,9%) apresentaram recuos homólogos no indicador, em março.

Face a fevereiro, Portugal teve a segunda maior subida nas vendas a retalho (1,2%), depois da Lituânia (1,7%) e seguido pelo Reino Unido (1,1%), com as principais baixas em cadeia a serem observadas na Eslovénia (-3,1%), na Croácia (-1,9%) e na Áustria (-0,8%).

Em Portugal, as vendas a retalho subiram 4,3% na variação homóloga.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.