O Innoq e a organização Solidaridad Southern Africa vão trabalhar em conjunto para “conferir maior competitividade aos produtos a nível nacional e internacional e estabelecer um padrão de qualidade para a cadeia de valor do setor com vista a salvaguardar a saúde pública”, refere o instituto em comunicado.

A Solidaridad Southern Africa vai apoiar o Innoq na aquisição de equipamento de laboratório de análise de resíduos de pesticidas e na contratação de um consultor que irá definir os parâmetros de um padrão de qualidade nacional para frutas e vegetais.

O trabalho será desenvolvido em ligação com duas das principais cadeias de grandes superfícies de Moçambique e vai contar com bases de dados de produtores e compradores, produzindo toda a documentação necessária para aprovação por normas internacionais ("Global Gap" e posterior acreditação pela norma ISO 17065), conclui.

A maioria da população nacional pratica a agricultura, mas sobretudo como forma de subsistência e obtenção de alguns rendimentos em mercados locais, sem acesso a mercados que exigem certificação, nomeadamente a nível internacional.

A rede Solidaridad consiste em oito centros regionais em todo o mundo, com uma secretaria que os interliga localizada na Holanda, no mesmo edifício de escritórios da Solidaridad Europe, um dos centros regionais.