A albufeira de Cahora Bassa é a principal fonte de energia elétrica do país e alimenta também países vizinhos.

As obras vão decorrer em duas áreas com uma dimensão total estimada de 50 mil metros quadrados, no “encontro direito a jusante da barragem, na vila do Songo, província de Tete”, detalha a empresa em anúncio hoje publicado na imprensa.

A HCB abriu concurso até 25 de março para a apresentação de propostas com vista à realização da obra.

A Hidroelétrica de Cahora Bassa, gerida pela empresa com mesmo nome, é detida pelo Estado moçambicano em 92,5%, depois do acordo de reversão com Portugal celebrado em 2007, e os restantes 7,5% pertencem à empresa portuguesa Redes Energéticas Nacionais (REN).