"O nosso investimento na Guiné Equatorial vai confirmar a Atlas Oranto como um forte ator no gás africano", comentou o presidente executivo, Arthur Eze, num comunicado no qual é citado dizendo também que acredita, "firmemente, que a monetização do gás será não apenas essencial para a Guiné Equatorial e a Nigéria, mas para toda a África".

O anúncio do investimento de quase 350 milhões de dólares, mais de 310 milhões de euros, surge no mesmo dia em que a Guiné Equatorial anunciou um conjunto de acordos definitivos com várias petrolíferas para aumentar a sua participação acionista no projeto Alen, uma plataforma ('hub', no original em inglês) de produção e distribuição de gás.

"Com os seus parceiros no Bloco O e I - Noble Energy, Marathon Oil, Glencore e Guvnor -, a Atlas Oranto espera investir perto de 350 milhões de dólares no transporte em conjunto do gás dos campos de gás estagnados na Guiné Equatorial e no Golfo da Guiné, substituindo os poços em declínio do campo Alba", lê-se ainda no comunicado, distribuído ontem em Abuja.

O desenvolvimento da plataforma de distribuição de gás Alen "é o primeiro passo na visão da Guiné Equatorial de se tornar um mega-hub de gás para esta sub-região, através do desenvolvimento de várias plataformas de gás para fazer render as reservas de gás na área e desenvolver as indústrias de 'downstream' [processamento, purificação e distribuição de petróleo ou gás natural], potenciando o desenvolvimento industrial e o crescimento económico", conclui o comunicado.

A Atlas Petroleum International e a Oranto Petroleum são duas empresas nigerianas que atuam desde 1991 em conjunto no mercado africano, assumindo-se como "o maior grupo africano privado de exploração e produção" de petróleo e gás.

A empresa está presente em 22 licenças de petróleo e gás em 11 jurisdições, incluindo a produção de ativos na Nigéria e na Guiné Equatorial, tendo interesses no Benim, Gana, Libéria, Namíbia, São Tomé e Príncipe, Senegal, Sudão do Sul, Uganda e Zâmbia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.