O ministro das Finanças, Philip Hammond, fez na Câmara dos Comuns a sua Declaração de Primavera, com uma revisão da evolução da economia desde a apresentação do Orçamento do Estado, em outubro.

Com base nos últimos dados oficiais, o ministro disse que a economia deverá crescer 1,4% em 2020, mantendo a previsão anterior e 1,6% nos dois anos seguintes.

A economia britânica continua ameaçada pela "nuvem de incerteza" em torno do 'Brexit', afirmou Hammond, um dia depois de o parlamento ter rejeitado pela segunda vez o acordo de saída do Reino Unido da União Europeia negociado por Londres e Bruxelas.

"O voto da noite passada deixou uma nuvem de incerteza que paira sobre a economia e a nossa tarefa mais urgente nesta Câmara é dissipar essa incerteza", explicou o ministro na apresentação da declaração orçamental, num dia em que está prevista uma nova votação no parlamento sobre um eventual 'Brexit' sem acordo.