O leilão de rubis que decorreu entre os dias 05 e 09 de junho “garantiu receitas de 71,8 milhões de dólares, um recorde da Gemfields”, lê-se numa nota da empresa consultada hoje pela Lusa.

Dos 86 lotes oferecidos, 82 foram vendidos com um preço médio de 103 euros por quilate.

O produto deste leilão “será totalmente repatriado para a mina de rubi da Gemfields, a Montepuez Ruby Mining (MRM), em Moçambique, com o imposto de produção a recair sobre o valor total de venda alcançado no leilão”, conclui.

A MRM opera em Moçambique desde 2012 numa área de cerca de 340 quilómetros quadrados, uma das mais extensas concessões do mundo em mãos de privados, segundo a Gemfields.