Apesar de alguns pavilhões estarem ainda encerrados, a FACIM reabriu com os expositores estrangeiros e nacionais satisfeitos com a reabertura desta que é a maior feira organizada anualmente no país.Para além da reabertura, a boa notícia recebida pelos expositores está relacionada com a extensão da abertura da feira por mais dois dias, por forma a compensar os prejuízos derivados da paralisação registada na quarta-feira.Sendo assim, os organizadores anunciaram que o encerramento da feira irá a acontecer a 7 de Setembro, feriado nacional, ao invés do dia 5, data inicialmente prevista.Em relação aos prejuízos derivados da paralisação da FACIM ao longo de todo dia de quarta-feira e parte do dia desta quinta-feira, os organizadores ainda não apresentaram dados relevantes, algo que poderá acontecer nas próximas horas.

Refira-se que nesta edição da Feira Internacional de Maputo, os expositores nacionais, oriundos de todos os cantos do país, totalizam 489. Este número representa um aumento de 133 expositores em relação ao ano passado.

A presença estrangeira também  aumentou, estando registados 14 países, contra os oito que participaram no ano passado. São eles: Portugal, Itália, Espanha, África do Sul, Brasil, Tanzânia, Macau, Zâmbia, Zimbabwe, Quénia, Malawi, Botswana, Indonésia e Suazilândia.

Alfredo Lituri (Texto e Foto)

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.