O desejo foi hoje manifestado pelo vice-presidente da Assembleia Nacional da República da Coreia do Sul, Lee Ju-yong, que chegou segunda-feira a Luanda para uma visita de 24 horas a Angola.

Lee Ju-yong, que falava à imprensa no final da audiência com o presidente da Assembleia Nacional de Angola, Fernando da Piedade Dias dos Santos, disse que o país africano é o principal parceiro da Coreia do Sul no continente africano.

O vice-presidente da Assembleia Nacional da República da Coreia do Sul referiu que este ano foi criado o Fórum da Diplomacia Parlamentar entre a Coreia do Sul e a África, constituído por 80 deputados, que desde 2013 presta atenção ao continente.

“Depois da criação deste fórum, Angola foi eleita como o primeiro país a ser visitado, porque o temos como um dos parceiros muito fortes aqui do continente africano. Também sabemos que Angola tem um grande potencial para desenvolver e crescer futuramente”, referiu.

A nível parlamentar, Lee Ju-yong disse que os dois parlamentos devem aumentar os esforços para o reforço das relações bilaterais, o que irá igualmente contribuir para o desenvolvimento económico e social dos dois países.

“Nas conversações de trabalho, nós queremos abordar além da cooperação económica, também a questão do intercâmbio ativo entre os dois parlamentos”, salientou Lee Ju-yong, acrescentando que, quanto à cooperação económica, a Coreia do Sul deseja “ativar mais projetos cooperativos, através de assistências sem compensação e com compensação”.

“Queremos dar mais foco no âmbito do crescimento das empresas coreanas e também no âmbito do automóvel, produção de navios e produtos de petróleo, mais máquinas e também de agricultura. Queremos dar mais oportunidades, abrindo uma porta entre os dois países, para as empresas coreanas investirem mais aqui em Angola”, disse.

No programa de visita, que prevê para quarta-feira o regresso do vice-presidente da Assembleia Nacional da Coreia do Sul ao seu país, consta também uma audiência com o Presidente da República de Angola, João Lourenço.

NME // JH

Lusa/Fim

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.