Entre essas soluções, o Barclays instituiu a ´Conta Informal`, especificamente formada para os comerciantes informais, vinculados aos mercados municipais, a qual apresenta um conjunto de vantagens exclusivas, entre elas, o pagamento de juros mensais no saldo da conta, um montante reduzido de abertura da conta corrente, e o acesso às ATMs de depósito da entidade bancária.

“É objectivo do Barclays, inovar constantemente e diversificar a nossa oferta no mercado. Estamos convictos que, com o estabelecimento desta parceria, tanto o Barclays, como a Mukhero, estarão activamente a promover o desenvolvimento e a dinamização do sector informal, dignificando e valorizando as actividades dos comerciantes informais, e assim contribuir para o crescimento sustentável da economia moçambicana”, afirmou Pedro Carvalho, Director da Banca de Retalho e Negócios.

Pedro Carvalho explicou ainda que, o produto lançado está essencialmente focado na abertura de uma conta corrente, num valor acessível, com o pagamento de juros sobre a mesma.

“Os juros rondarão entre os 2 e 5 por cento, e serão pagos todos os meses, em função do saldo médio das contas, naturalmente, todos os outros produtos que o Barclays oferece em Moçambique, sejam cartões, transferências ou créditos, estão disponíveis para todos os membros da associação que decidirem tornar-se nossos clientes”, aclarou.

Para o Presidente da Associação Mukhero, Sudekar Novela, este memorando abre uma janela de oportunidades, cabendo aos operadores do comércio informal, tirar o máximo proveito das soluções financeiras colocadas à disposição pelo Barclays Bank Moçambique, para aumentar o volume de negócios.

“Com esta abertura, nós acreditamos que a Associação Mukhero, poderá dar um contributo para o alargamento da base económica do país, através do aumento do volume de negócios, a avaliar pelo actual número, que está acima de 12 mil membros, e um enorme potencial de operadores do comércio informal transfronteiriço não inscritos”, sublinhou.

Esperam-se ainda, como resultados desta parceria, o alargamento da base tributária através do incremento das receitas fiscais, e a transição dos operadores do comércio informal para o comércio formal.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.