A startup de propriedade da Dirce Abdala, especializada na produção e venda de fruta desidratada, foi distinguida, numa primeira fase, no meio de mais de 100 concorrentes e, na fase final, entre quatro também não menos promissoras, nomeadamente, Buya Help, Boleia MZ, Hidroponia e por último o Projecto de Produção de Biogás e Biofertilizantes através de Material Orgânico Diverso.

Esta última, que por ter apresentado uma proposta relativamente mais aliciante, seguindo a D-fruit, levou  a organização  abrir  uma excepção, e premiar igualmente, com  um valor monetário, repartido entre o Barclays Bank Moçambique e o Grupo Soico.

O Director da Banca de Retalho e Negócios do Barclays Bank Moçambique, Pedro Carvalho, mostrou-se satisfeito com a ousadia dos concorrentes no âmbito da apresentação dos seus projectos, que visam responder às preocupações do país em diversas áreas.

“Os projectos que vimos durante este Business Challenge, estão muito em linha com aquilo que a juventude e os empreendedores moçambicanos têm mostrado ao longo dos últimos anos. São ideias muito diversas, umas de base tecnológicas e outras mais viradas a indústria, mostrando que efectivamente há um grande potencial na juventude moçambicana, cabe agora às entidades privadas e estatais criar as condições para que essas ideias se materializem”, comentou.

Para Pedro Carvalho, as PME´s são o factor importante para o desenvolvimento sustentável da economia moçambicana.

“A forma de promover a existência de PME´s e o seu desenvolvimento, é apoiar este tipo de concursos. O Barclays Bank Moçambique acredita que estes eventos são um acelerador para muitas startups, portanto, ao apoiar o Business Challenge e outros eventos semelhantes é, essencialmente, para promover o surgimento de novas e mais PME´s em Moçambique”, referiu Pedro carvalho.

A grande vencedora da segunda edição do Mozefo Young Leaders Business Chalenge, Dirce Abdala, a única do sexo feminino no concurso, visivelmente emocionada, dedicou o seu prémio à todas mulheres – “Quero agradecer a Deus e a todos que estiveram envolvidos para que eu conseguisse este prémio. Não é uma conquista minha, é de todos nós, e, sobretudo, de todas as mulheres”.