"As entidades devem solicitar a autorização prévia do Banco de Moçambique para a instalação e utilização de sistemas inteligentes de neutralização de notas", lê-se no regulamento.

No mesmo articulado está proibida a circulação de notas tingidas, mesmo que apenas parcialmente.

Os sistemas de inutilização das notas devem estar sinalizados nos locais onde sejam aplicados e, no caso de alguns deles ser activado, o banco central deve ser avisado no prazo de 48 horas.

Moçambique dispõe de uma rede nacional de 1.700 caixas automáticas comum à banca comercial que opera no país e compatível com as principais redes internacionais.