Segundo a mesma fonte, o entendimento foi alcançado na terça-feira ao nível da Comissão Consultiva de Trabalho, um órgão sobre matérias laborais que junta representantes do executivo, sindicatos e entidades patronais.

Os valores permitem recuperar face à perda de poder de compra, uma vez que estão acima da inflação anual de 2017 com uma variação homóloga de 5,65%, segundo dados publicados pelo Instituto Nacional de Estatística.

A proposta tripartida de aumento salarial ainda terá de ser submetida ao Conselho de Ministros, para aprovação.

Em Moçambique, uma tabela define o valor do salário mínimo para cada sector de actividade.

De acordo com a AIM, o aumento mais baixo será no sector salineiro, com um incremento de 6% para 5.018 meticais (66,87 euros), e a subida mais alta do salário mínimo vai acontecer nas grandes companhias do sector mineiro, com 18,68% para 8.263 meticais (110 euros).

O salário mínimo mais baixo do país passa a ser o de pescadores de ‘karpenta', peixe de águas interiores, que sobe 7,5% e se fixará em 4.063 meticais (54 euros).

O sector de agricultura, pecuária, caça e florestas era o mais mal pago em 2017 e sobe uma posição este ano, passa para penúltimo da lista, com um valor de 4.150 meticais (55,3 euros) graças à subida acordada de 13,93%.

O melhor salário mínimo de Moçambique vai continuar a ser o do sector de serviços financeiros, bancos e seguros, com uma subida de 14,4% para 11.987 meticais (159 euros).

Os referidos aumentos não abrangem os funcionários públicos, uma vez que o Governo ainda vai definir os valores para o aparelho do Estado.