As autoridades francesas, em parceria com a Câmara Municipal de Paris, decidiram aplicar medidas de forma a evitar distúrbios na capital francesa, após o fim do encontro entre o Paris Saint-Germain e o Bayern de Munique, a contar para a final da liga dos campeões europeus de futebol, que vai ser disputada este domingo em Lisboa no Estádio da Luz.

Segundo o comandante da polícia de Paris,Didier Lallement, domingo à noite, a avenida dos Campos Elísios (Champs-Elysées) será exclusivamente reservada aos pedestres a partir das 21 horas locais, para que os utentes, da conhecida artéria parisiense, possam respeitar, nomeadamente, as regras de distanciamento social impostas pela situação sanitária.

O ministro do Interior da França,Gérald Darmanin, anunciou por seu lado que duas horas depois da final de Lisboa, mais nenhum ajuntamento será autorizado em Paris. Em caso de não respeito da medida, as pessoas serão evacuadas pelas forças da ordem.

No âmbito das medidas de segurança previstas, serão também aplicadas multas às pessoas que não fizerem o uso obrigatório da máscara de protecção contra a propagação da Covid-19.

Segundo o ecologista David Belliard, adjunto da presidente da Câmara de Paris,Anne Hidalgo, registou-se uma falha por parte do Comando da Polícia  de Paris, depois do encontro das meias-finais entre o  PSG e o Leipzig da Alemanha, na passada terça-feira, em que ocorreram cenas de vandalismo nos  Campos Elísios.

O CUP (Colectivo Ultras Paris), uma associação de adeptos do Paris Saint-Germain, declinou a responsabilidade nos distúrbios registados no dia 18 de Agosto, após o embate entre o PSG e o Leipzig, vencido pelos parisienses pelo score de três a zero.

A final de Lisboa, entre o Paris Saint-Germain e Bayern de Munique, no recinto benfiquista da Luz, será transmitida domingo num ecrã gigante instalado no estádio parisiense do Parc des Princes, para um número restrito de sócios do PSG.


Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.