"Foi, para nós, um jogo brilhante, sem sombra de dúvidas. Os nossos jogadores foram profissionais", disse o técnico português Luís Gonçalves, em conferência de imprensa, após o jogo no Estádio Nacional do Zimpeto, em Maputo.

Para o treinador, a vitória dos ‘mambas’ é o resultado de um trabalho de equipa, embora admita que a selecção moçambicana teve várias oportunidades para alargar a vantagem.

"Tivemos várias oportunidades para marcar mais golos e infelizmente não foi possível. A equipa adversária é forte e tem qualidade, mas nós estivemos melhor. Agora a missão olhar para o jogo que se segue", disse Luís Gonçalves.

Por sua vez, o técnico do Ruanda, Mashami Vicent, considerou que a sua equipa teve "pouca sorte" no encontro, destacando "dúvidas" sobre a grande penalidade que deu origem ao primeiro golo de Moçambique, apesar de reconhecer que adversário esteve bem.

"Tenho dúvidas sobre a grande penalidade, mas respeito a decisão do árbitro. Depois do penálti e tendo em conta que estávamos a jogar fora de casa, equipa perdeu um pouco controlo do jogo. Mas não nos vamos lamentar. Temos muitos jogos pela frente e vamos estar concentrados para os próximos desafios", disse Mashami Vicent.

Com o resultado, Moçambique assume a liderança do grupo F no apuramento para a Taça na Nações Africanas (CAN) de 2021, com três pontos, mais um do que Cabo Verde e Camarões, que empataram sem golos na quarta-feira.

Na segunda-feira, os ‘Mambas’ vão defrontar Cabo Verde na Cidade da Praia, enquanto que o Ruanda recebe, no domingo, os Camarões em casa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.