Este encontro vai servir de preparação para o Grupo F de qualificação para a Taça das Nações Africanas de 2021 (CAN2021), cuja participação arranca na receção ao Ruanda, em 14 de novembro, e prossegue em Cabo Verde, quatro dias depois.

"Os adeptos da nossa seleção podem esperar uma seleção que honre a sua camisola e o seu país. Uma equipa muito competitiva", disse Luís Gonçalves, em declarações a jornalistas, à partida para Nairobi.

Para o embate com o Quénia, o técnico abdicou do defesa central Edson Mexer, do Bordéus, por "gestão da condição física".

Em sentido contrário, o veterano Dominguês, dos sul-africanos Bidvest Wits, regressou aos ‘mambas’ depois de ter ficado de fora das opções do duplo embate com as Maurícias (vitórias por 0-1 e 2-0), na qualificação para o Mundial2022.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.