“No ambiente de hoje, os americanos precisam dos seus desportos. É hora de reabrir a economia e é hora de colocar os nossos atletas profissionais de volta ao trabalho”, disse Wolf em comunicado divulgado pelo departamento anunciando que assinou um pedido de isenção.

Entre as modalidades cobertas figuram basebol, basquetebol, golf e ténis. Além dos atletas, a isenção se aplica aos funcionários, parceiros e dependentes de indivíduos ligados às principais ligas.

O Governo do presidente Donald Trump faz pressão para a reabertura da economia, após medidas drásticas para combater a pandemia terem colocado dezenas de milhões de pessoas no desemprego.

As competições nas principais modalidades profissionais foram canceladas como parte do esforço para combater a COVID-19, a doença respiratória causada pelo coronavírus, que matou mais de 94 mil pessoas e infectou 1,57 milhões nos Estados Unidos.

Na sua resposta à epidemia, o Governo Trump também impôs proibições à entrada de viajantes da China, o primeiro epicentro, além do Irã e de grande parte da Europa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.