O criativo brasileiro Willian, aos 13 minutos, deu vantagem aos londrinos, que jogavam em casa, com o guarda-redes espanhol Adrián (habitual suplente do brasileiro Alisson) a ficar mal na ‘fotografia’, já que não conseguiu deter o remate que saiu forte, mas à figura.

No segundo tempo, o médio inglês Ross Barkley arrancou decidido ainda no meio-campo do Chelsea, correu direito à baliza do adversário e finalizou com um forte remate cruzado, dilatando a vantagem para 2-0, resultado que não mais se alterou, apesar de algumas boas oportunidades, sobretudo para a formação caseira.

Nota para este jogo na diferença de critérios usada pelos técnicos que se defrontavam. Frank Lampard colocou em jogo quase todos os habituais titulares, enquanto Jürgen Klopp poupou algumas das maiores figuras do Liverpool, casos de Alisson, Salah ou Firmino.

Os dois últimos jogadores ainda foram lançados na reta final da partida, tal como o experiente James Milner, mas o marcador manteve-se inalterado até ao final da partida e são os ‘blues’ que seguem em frente na prova.

DN // VR

Lusa/fim

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.