Djurtus e Palancas Negras não se vão defrontar no Campeonato Africano das Nações na fase de grupos. As Seleções guineense e angolana estão inseridas no pote 4, o das equipas com o ranking mais baixo.

A Guiné-Bissau, comandada pelo técnico guineense Baciro Candé, vai participar pela segunda vez na prova, segunda vez consecutiva após a presença na fase final de 2017, uma competição que decorreu no Gabão.

Os Djurtus ficaram pela fase de grupos, terminando no derradeiro lugar com apenas um ponto. Os guineenses empataram a uma bola frente ao Gabão, perderam por 2-1 frente aos Camarões, que venceram a prova, e foram derrotados por 0-2 pelo Burkina Faso.

Angola, comandada pelo treinador sérvio Srđjan Vasiljević, vai participar no CAN pela oitava vez, sendo que os Palancas Negras não se tinham apurado para a fase final desde 2013, uma competição que decorreu na África do Sul.

Os angolanos ficaram pela fase de grupos em 2013, terminando no derradeiro lugar com apenas um ponto. Os Palancas Negras empataram sem golos frente a Marrocos, perderam por 2-0 frente à África do Sul, e foram derrotados por 2-1 frente a Cabo Verde.

O sorteio do Campeonato Africano das Nações decorre nesta sexta-feira 12 de abril no Cairo no Egipto, perto das pirâmides de Guizé.

Eis todos os potes:

Pote 1: Egipto, Camarões, Senegal, Tunísia, Nigéria e Marrocos.

Pote 2: República Democrática do Congo, Gana, Mali, Costa do Marfim, Guiné e Argélia.

Pote 3: África do Sul, Uganda, Benim, Mauritânia, Madagáscar e Quénia.

Pote 4: Zimbabué, Namíbia, Guiné-Bissau, Angola, Tanzânia e Burundi.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.