Mohamed Salah

O "rei egípcio" vai ser anfitrião do CAN 2019, competição que o Egipto não vence desde 2010, e finalista vencido em 2017. Salah, o melhor jogador africano em 2018, perfila-se como um dos principais candidatos a vencer o prémio em 2019. Esta época, leva 26 golos e 13 assistências, em 51 jogos. O Liverpool ficou em 2º lugar, a 1 ponto do City, mas vai disputar a final da Liga dos Campeões. - picture alliance/ZUMAPRESS

Kalidou Koulibaly

O defesa central nasceu em França, mas representa a seleção do Senegal. O "centralão" de 27 anos é titular indiscutível na seleção dos "Leões da Teranga" e no Nápoli, vice-campeão italiano. Em 2018/19, Koulibaly realizou 47 jogos, somando dois golos e outras tantas assistências. É um dos jogadores africanos com maior quota de mercado, com o passe avaliado em 70 milhões de euros. - picture-alliance/AP Photo/L. Bruno

Hakim Ziyech

Ano de explosão e confirmação do talento marroquino. Ziyech, médio ofensivo de 26 anos, nasceu na Holanda, mas é transportador de nacionalidade marroquina, país por quem decidiu representar a nível futebolístico. Depois de ter despertado interesse no último Mundial de 2018, Ziyech fez uma grande época pelo Ajax. Em 49 jogos oficiais, marcou 21 golos e fez 24 assistências. Os tubarões andam à caça. - Reuters/A. Couldridge

André Onana

Uma das grandes revelações das balizas este ano. Andre Onana, guarda-redes camaronês de 23 anos, defende as redes do Ajax, que chegou às mais-finais da Liga dos Campeões. Em 55 jogos oficiais, Onana sofreu 45 golos e teve 26 "folhas limpas". Grande época para o jovem campeão holandês pelo Ajax, formado na "cantera" do Barcelona. - Reuters/A. Lingria

Sadio Mané

O tempo passa e Mané está cada vez melhor. 26 golos e cinco assistências, em 49 jogos oficiais pelo Liverpool esta época. O avançado senegalês de 27 anos será um dos grandes craques a pisar o CAN 2019. Antes disso, Mané vai disputar a final da Liga dos Campeões. E se Mané ganhar a "Champions" e o CAN? Candidato à Bola de Ouro? - Getty Images/C. Ivill

Pierre-Emerick Aubameyang

Um dos grandes ausentes do CAN. Aubameyang, protagonista da maior transferência de jogadores africanos - vendido pelo Borussia Dortmund ao Arsenal por 64 milhões de euros - fez uma grande época pelo Arsenal e ainda vai disputar a final da Liga Europa. Em 50 jogos oficiais, somou 31 golos e oito assistências. No apuramento para o CAN, o Gabão ficou no 3º lugar do grupo C, atrás de Mali e Burundi. - Reuters/S. Perez

Riyad Mahrez

O melhor jogador africano em 2016 continua em grande destaque na "Premier League". O argelino foi protagonista da maior transferência de um jogador africano - vendido pelo Leicester ao Manchester City, por 68 milhões de euros - e é agora detentor de dois campeonatos ingleses, por duas equipas diferentes. Esta época, pelo bicampeão Manchester City, fez 12 golos e 12 assistências em 43 jogos. - Getty Images/AFP/P. Utomi Ekpei

Moussa Marega

O avançado maliano do FC Porto destacou-se na Liga dos Campeões. Marega, de 28 anos, fez mais uma temporada com números redondos. Em 25 jogos oficiais, Marega marcou 21 golos e somou 11 assistências. Destaque para a campanha portista na "Champions", onde chegou aos quartos de final, eliminado pelo Liverpool. Marega somou seis golos e três asssitências em nove jogos. Há "ricos" atentos ao maliano. - Reuters/M. Vidal

Thomas Partey

O médio defensivo ganês é um dos principais "trincos" para o sistema defensivo do Atlético de Madrid. O estratega de 25 anos foi lançado por Diego Simeone, que não abida o ganês para o meio-campo do "Atléti". Prova disso são os 41 jogos oficiais esta época, onde somou três golos e seis assistências. Partey tem o passe avaliado em 50 milhões de euros. - picture-alliance/Gtresonline

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.