“Em relação a Cabo Delgado é preciso que se encontre alguma solução e se identifiquem estes atacantes que estão a inviabilizar o desenvolvimento e também o processo eleitoral”, disse Atanásio Matavel, da Sala da Paz, em conferência de imprensa realizada hoje em Maputo.

Desde outubro de 2017, os ataques de grupos armados não identificados em Cabo Delgado, que tiveram origem em mesquitas, já provocaram, pelo menos, 150 mortos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.