O sector do turismo em Moçambique está a recuperar da crise provocada pelo conflito armado, que não só retraiu o investimento como também afectou o movimento de turistas no país.

Créditos: VOA Português | Praia de Vilanculos, Moçambique

As autoridades estimam em mais de um milhão e oitocentos mil o número de turistas que entraram em Moçambique, em 2016, um aumento de cinco por cento, relativamente ao ano anterior.

Uma das regiões que acolheram esses turistas é a de Gaza, sul de Moçambique, onde, segundo as autoridades, nos últimos tempos, o número de visitantes tem vindo a aumentar, "devido ao clima de paz que se vive no país".

Na vizinha província de Inhambane, dotada de lindas praias ao longo da sua costa, também se fazem sentir os efeitos positivos da suspensão das hostilidades militares.

Naquela província, a actividade turística registou em 2016 um incremento de cerca de dois por cento, relativamente ao ano anterior.

Em praticamente todo o país, as informações fazem referência também ao crescimento do sector do turismo, no qual foram investidos, em 2016, 107.8 milhões de dólares.

E a cidade de Maputo também tem estado a receber um elevado número de turistas. Só no primeiro semestre deste ano, a capital moçambicana foi visitada por 165 mil e 580 turistas.

Dados oficiais indicam que o sector do turismo emprega actualmente cerca de 50 mil pessoas e rendeu ao país 193 milhões de dólares em 2015.

VOA Português