O Presidente dos EUA, Donald Trump, disse hoje que não exerceu “nenhuma pressão” sobre o seu homólogo ucraniano, Vladimir Zelensky, após a divulgação da transcrição de uma conversa telefónica que sugere um pedido de investigação a um adversário político.

A maioria Democrata na Câmara de Representantes anunciou terça-feira um inquérito para destituir Donald Trump, por abuso de poder presidencial, ao pressionar um líder estrangeiro a investigar um adversário político.

Donald Trump é acusado de ter feito um telefonema para o Presidente da Ucrânia, Vladimir Zelenski, em julho passado, pressionando-o a investigar Hunter Biden, filho de Joe Biden, vice-presidente no mandato de Barack Obama e atual candidato à Casa Branca pelo Partido Democrata, por suspeita de irregularidades na sua ligação com uma empresa ucraniana.

Hoje, a Casa Branca divulgou a transcrição do telefonema, que mostra Donald Trump a levantar alegações infundadas de que Joe Biden teria tentado interferir na investigação de um procurador da Ucrânia sobre a atuação de Hunter Biden enquanto administrador de uma empresa ucraniana.

“Não houve nenhuma pressão. (…) Esta é a maior caça às bruxas da história americana, uma coisa embaraçosa”, disse hoje Trump aos jornalistas, durante uma reunião com líderes latino-americanos, repetindo a ideia de que está a ser perseguido pelo Partido Democrata, para o fragilizar na sua recandidatura presidencial, em 2020.

Donald Trump manifestou-se confiante em que o inquérito para a sua destituição não terá sucesso, confiando na sua inocência e no apoio que diz ter recebido de muitos Republicanos, que o apoiam na tese de perseguição política.

Contudo, o senador Republicano e antigo candidato presidencial Mitt Romney disse hoje ter ficado “profundamente preocupado”, após ter conhecido a transcrição do telefonema entre Donald Trump e Vladimir Zelensky.

Para já, Mitt Romney foi o único senador Republicano a mostrar reservas sobre o caso da alegada pressão de Trump sobre o Presidente ucraniano.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.