O ex-capitão da selecção nacional de futebol Manuel “Tico-Tico” Bucuane assinou esta segunda-feira um contrato com o Grupo Desportivo de Maputo regressando, deste modo, à casa que o projectou para a mais alta-roda do futebol internacional.

Segundo avançou uma fonte próxima ao jogador, Tico-Tico pretende terminar a sua carreira futebolística em Moçambique e no seu clube de coração, após ter estado ao longo de muitos anos a evoluir no futebol sul-africano.

Assim, Tico-Tico irá juntar-se aos seus novos colegas já a partir do próximo dia 1 de Abril para começar a trabalhar sobre as ordens de Akil Marcelino, técnico “alvi-negro” que chegou este ano clube que pretende chegar ao título nacional.

Esta é a maior contratação da presente época futebolistica, tendo em conta o valor do atacante que é um dos maiores goledaores da selecção nacional de futebol, tendo efectuado mais de 120 jogos pelos Mambas.

Nascido aos 16 de Agosto de 1973, Tico-Tico começou a sua carreira no Grupo Desportivo de Maputo, seu clube de sempre em Moçambique, e em 1994, transferiu-se para o Clube de Futebol Estrela da Amadora, de Portugal, permanecendo no mesmo até meados do ano seguinte. Retornou para seu país natal ainda em 1995 para jogar novamente no Grupo Desportivo de Maputo.

Entre 1996 e 2000, Tico-Tico jogou pelo Jomo Cosmos, da África do Sul. Após uma breve passagem pela equipa dos Estados Unidos da América Tampa Bay Mutiny, ainda em 2000, retornou para o Jomo Cosmos, onde ficou mais dois anos.

De 2004 a 2006 jogou pelo Supersport United, também da África do Sul. Posteriormente, defendeu o Orlando Pirates, do mesmo país, tendo nas duas últimas épocas representado o Jomo Cosmos, ajudando o clube a regressar a Primeira Liga sul-africana.

Alfredo Lituri

SAPO MZ