“Renamo, sem Afonso Dhlakama, não é a mesma coisa, porque tínhamos uma retaguarda forte e segura”, declarou Ivone Soares, em entrevista divulgada hoje pelo semanário moçambicano Dossier & Factos.

Com Afonso Dhlakama na presidência, os membros da Renamo sentiam-se à vontade para exprimir as suas ideias, acrescentou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.